Uma sequência didática para o ensino do eletromagnetismo no Ensino Médio, baseada em pressupostos da Teoria da Aprendizagem Significativa e da motivação

Nome: Nikolai Bassani Santos Neves
Tipo: Dissertação de mestrado profissional
Data de publicação: 21/08/2019
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Giuseppi Gava Camiletti Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Giuseppi Gava Camiletti Orientador
Laércio Ferracioli Examinador Interno
Marco Antonio Moreira Examinador Externo

Resumo: Descreve o processo de montagem, utilização e avaliação de uma sequência
didática sobre Eletromagnetismo (Magnetismo e Indução Eletromagnética) que foi
aplicada com turmas de alunos do 3º ano do Ensino Médio da rede estadual de ensino
do Espírito Santo, em Vitória. A sequência constitui material complementar para uso
com o livro “Física: aula por aula, volume 3” de Barreto e Xavier (2013), mas encontrase adaptada com material que pode ser empregado juntamente com qualquer outro livro
didático de Ensino Médio que cubra o assunto. Trata-se de orientações de montagem e
roteiros de uso de experimentos, de material multimídia disponibilizado em pasta
compartilhada online, bem como sugestões de sequenciamento dos conteúdos a serem
abordados em sala de aula. O conteúdo apresentado pelo livro-texto foi reduzido a fim
de se adequar à carga horária anual de 80h da rede estadual de ensino do Espírito Santo,
mas buscou-se manter a relação de conteúdos, competências e habilidades trazidas pelos
Parâmetros Curriculares Nacionais (BRASIL, Parâmetros curriculares nacionais) e suas
orientações PCN+ (BRASIL, PCN+), as matrizes curriculares do Enem (INEP, 2014) e
do Paebes (PAEBES), e o Currículo Básico das Escolas Estaduais (SEDU, 2009) e as
orientações curriculares correspondentes (SEDU, 2017). Foi utilizada como base para o
trabalho a Teoria da Aprendizagem Significativa (AUSUBEL, 2003, MOREIRA, 2009,
2011a, 2011b, 2012, 2016,), complementada pela técnica de Instrução pelos Colegas
(ARAÚJO; MAZUR, 2013, CROUCH et al., 2003) como forma de negociação de
significados, e com elementos de estudos sobre Motivação compilados por Bzuneck
(2010). O estudo teve delineamento quase-experimental, com uso de grupo controle e
grupo experimental com pré e pós-testes e questionários de opinião. A avaliação da
implementação lançou mão de testes estatísticos e de análise qualitativa do diário do
professor e das opiniões dos alunos, investigadas com Análise de Conteúdo (BARDIN,
1977), indicando que houve maior avanço no aproveitamento do curso pelos alunos das
turmas experimentais entre o pré e o pós-teste do que pelos alunos das turmas controle.
Os registros do professor corroboram os elementos das teorias empregados em sala e as
opiniões dos alunos foram de aprovação da sequência, principalmente pela abundância
de experimentos e pelas relações estabelecidas entre conteúdo e cotidiano. Conclui-se que o avanço mais pronunciado nos escores do grupo experimental parece decorrer do
emprego do corpo teórico escolhido, e que, no entanto, é desejável fazer um estudo com
universo mais amplo de alunos, professores e escolas, de modo a reduzir a relevância de
fatores fora do nosso controle. Por fim, o trabalho do mestrado profissional se mostra
sobremaneira transformador para professores mestrandos, pois contribui para a
formação de suas faces pesquisadoras à medida que aperfeiçoa sua prática profissional.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras | Vitória, ES -Brasil | CEP 29075-910